Tertúlia BD de Lisboa com Ana Oliveira

O 356ª encontro da Tertúlia BD Lisboa, realiza-se amanhã, 4 de Fevereiro na Casa do Alentejo na Rua Portas de Santo Antão, nº 58, em Lisboa. A convidada especial é Ana Duarte Oliveira, ilustradora freelancer.

urso1 urso2
Ana Duarte Oliveira, Nasceu em Lisboa em 1981.

Começou a desenhar quando era pequena, por puro gozo e para se entreter porque os seus irmãos mais velhos não a deixavam brincar com as coisas deles.

Seguiu sempre a vertente das artes durante o secundário porque era o que lhe parecia mais natural. Por alturas de escolher um curso superior andou uns tempos sem saber o que escolher (Design de Comunicação, Realização Plástica do Espectáculo ou Escultura?) acabou por escolher este ultimo para ficar a estudar nas Belas Artes em Lisboa e, porque achava que queria fazer algo relacionado com animatronics (mais precisamente a parte de modelar criaturas e não a parte electrónica da coisa).

Algures a meio da licenciatura na disciplina de Desenho, o Professor Pedro Saraiva propôs-lhe um exercício de ilustração que considera ter estado no inicio do seu percurso como ilustradora. Coincidiu com a altura em que experimentou aguarelas pela primeira vez, emprestadas por uma amiga.

Perto do fim do curso surgiu a oportunidade de fazer um workshop de ilustração científica com o Prof. Pedro Salgado, nas Belas Artes. Este workshop ajudou-a a ser mais metódica, disciplinada e a desenhar com regularidade, tendo introduzido o Diário Gráfico na sua vida. Embora adore o lado “certinho” da ilustração científica, não consegue resistir a fugir para o lado artístico.

Licenciou-se em 2006, depois de 7 felizes anos nas Belas Artes, curiosamente sem ter feito grande escultura que se visse, nem com a mínima ideia do que fazer no fim do curso. Ficou com a sensação que podia começar tudo de novo.

Em 2004 teve um fraquinho por um alemão lisboeta e candidatou-se ao programa Erasmus, para ir estudar 4 meses na pacata cidade de Karlsruhe. O fraquinho não deu em grande coisa, mas a experiência de Erasmus conduziu a uma uma reviravolta na sua vida, foi lá que consolidou o desenho e a ilustração como uma forma de expressão, uma vez que era a maneira mais prática e portátil de ser criativa.

De resto foi no final da licenciatura que iniciei o seu blog ilustrana e isso, a seu tempo, trouxe-lhe fãs, clientes e propostas de trabalho. Contudo, quando o começou não tinha como objectivo utiliza-lo como uma ferramenta de trabalho. Era só uma desculpa para desenhar e mostrar o seu trabalho ao mundo. Desde então começou a vender alguns produtos ilustrados em feiras.

356_Page_2

Ana Duarte Oliveira gosta de jogos de palavras e slogans, tendo na na publicidade uma das suas grandes inspirações. Agradam-lhe as pequenas histórias que se podem contar numa página. Tem, também, uma especial predilecção por contos tradicionais e de fadas, aos quais gosto de dar segundas leituras através do desenho.

Em 2011 tive a minha primeira experiência de ilustrar um livro para a Civilização chamado “Eram doze moças donzelas e outra história” mas considera que não correu lá muito bem. Está neste momento a ilustrar um pequeno livro para a Zero a Oito.

Pertenço ao Atelier 39/93 e abriu recentemente uma loja online na Etsy, chamada ilustrana que está parada, mas que pretende ressuscitar.

Written By
More from Bruno Campos

Sérgio Godinho vira herói de BD em O Elixir da Eterna Juventude

O jornal Público estreia-se na co-edição de BD inédita de autores portugueses...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *