30 Dias, 30 Artistas: Ricardo Venâncio

Um autor que tem vindo a construir uma carreia trabalhando para editoras independentes nacionais e internacionais.

 

Ricardo Venâncio  cresceu na década de 80 no meio de edições brasileiras de BD de super-heróis, Príncipe Valente, desenhos animados aos Sábados de manhã e todo o tipo de fantasia a que pudesse ter acesso.

Apesar do desenho não ter sido o seu hobby principal durante a infância, havia sempre um lápis e papel por perto, nem que fosse para criar uma aventura da sua versão do Batman ou dos X-Men. A educação formal em Artes veio no Ensino Secundário, ingressando na Escola António Arroio, onde fez o Curso Geral de Artes. Em 1997/98, frequentou o Curso de Ilustração do CITEN na Fundação Gulbenkian e um ano depois foi admitido no estúdio franco-belga NeuroPlanet, onde teve formação e trabalhou como storyboarder para animação.



Ricardo Venâncio ingressou no mercado da ilustração comercial, em 2004, trabalhando para clientes como Jornal de Notícias, Jornal i, Expresso, Visão,Men’s Health, Penthouse Portugal, Porto Editora, Guerra e Paz, etc.

Em 2006 foi convidado pela banda Blasted Mechanism a criar o visual do álbum Sound In Light, incluindo os fatos de palco, capa do CD e production design de um dos vídeos promocionais.

O seu primeiro álbum de BD, Defier, foi editado pela El Pep em 2009, posteriormente participou na publicação colectiva The Lisbon Studio MAG nº1.- Ilustrou  em 2011 a segunda parte do livro La Centurie des Convertis, da editora francesa Fauvard Editions Publicou algumas histórias curtas nas colectâneas Zona Desenha, KaBOOMbox, Apocalypse Tarot e Racconti Indiani da editora italiana Passenger Press, e Crumbs da editora Kingpin Books.

Ricardo Venâncio ilustrou a série The Puple Heart, escrita por Vito Delsante para a WebToons, a qual pode ser lida gratuitamente on-line. Em Julho foi editado pela Comic Heart e G. Floy o seu segundo álbum a solo: Hanuram, A Fúria.

Ricardo Venâncio

Written By
More from Sérgio Santos

30 Dias, 30 artistas: Diogo Carvalho

Natural de Pardilhó (1979), faz parte do mundo da BD portuguesa desde...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *