Nas bancas em Setembro de 2013

No blog As Leituras do Pedro encontram-se disponíveis as listagens das revistas/álbuns que se encontram disponíveis nas bancas, para além da revistas da Disney, editadas pela Goody que já tinham sido mencionadas aqui.

Temos as colecções editadas com os jornais:

Depois existem as importações do Brasil:

Isto sem esquecer a colecção de Star Wars que está a ser editada pela Planeta de Agostini.

O grande destaque das edições importadas vai para a revista “Avante Vingadores” nº58 que publica “Soldado Invernal”, originalmente publicado em “Winter Soldier” nº 1-7 (2012), com argumento de Ed Brubaker; desenhos de Jackson Guice e Michael Lark; Arte-Final: Tom Palmer, Stefano Gaudiano e Brian Thies; cores de Matthew Wilson, Elizabeth Breitweiser, Jordie Bellaire

Sobre esta revista André Azevedo escreveu o seguinte no BD No Sotão:

Ed Brubaker, depois de uns sólidos 8 anos a escrever as aventuras do Captain America, onde fez ressurgir Bucky Barnes em histórias já clássicas e que permanecem como verdadeiras aulas práticas de como escrever bons argumentos para super-heróis, inicia aqui a escrita deste Soldado Invernal, focando-se mais nos ambientes de espionagem e intriga que tão bem domina.

Também podem ler um crítica de Pedro Cleto sobre a edição espanhola desta história.

Desta forma, embora possa soar um pouco anacrónico, a história assume em grande parte um tom de espionagem mais próprio do período da Guerra Fria, com os protagonistas, escudados pela SHIELD, a enfrentarem mercenários que compraram os códigos necessários para despertar três agentes em animação suspensa, escondidos nos Estados Unidos.

Brubaker, que começou a sua carreira como escritor de histórias policiais, mais uma vez expõe o seu talento nesta área, com uma narrativa densa, bem sustentada, onde os períodos de investigação, perseguição (muitas vezes na sombra) e de suspense, onde a aproximação ao objectivo parece ficar sempre um pouco aquém do esperado, estão entremeados com aqueles em que a acção explode, de forma ampla e violenta, num contraste bem doseado.

O outro grande destaque vai para Graphic MSP  – Astronauta: Magnetar, de Danilo Beyruth. É uma edição dos estúdios de Maurício de Sousa que sai fora dos parâmetros usais utilizados nas histórias da Turma da Mónica.

Esta é uma história sobre escolhas – de vida – e sobre responsabilidades a assumir por essas mesmas escolhas, resultante da introspecção a que o Astronauta se sujeita, e sobre o que de mais forte existe em nós e vem à superfície – para o melhor e para o pior… – quando enfrentamos situações limite.

Uma história de momentos fortes como a transição entre a bucólica cena inicial com o avô, que abre o álbum, para o presente do Astronauta enquanto tal; o momento em que ele enfrenta a onda radioactiva emitida pelo magnetar; a quase destruição da nave; a sucessão dos dias rotineiros em busca de soluções; o quase enlouquecimento devido à solidão e desespero; a opção pelo salto no espaço; o mergulho e consequente desaparecimento na escuridão…

A crítica completa de Pedro Cleto encontra-se disponível aqui.

Written By
More from Bruno Campos

Nomeados para os Galardões BD Comic Con Portugal 2017

Já são o conhecidos os nomeados para os Galardões atribuídos pela Comic...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *