Mute de Duncan Jones e Glenn Fabry

MuteO realizador Duncan Jones (Moon, Source Code) está a colaborar com o artista  Glenn Fabry (2000AD/Preacher) numa graphic-novel que adapta um guião de Jones para Mute, um filme que não chegou a ser produzido.

Jones planeava que Mute fosse o seu segundo filme, contudo foi dificil assegurar financeamento para um filme ambicioso, pelo que acabou por realizar Source Code estando agora na fase de pré-produção de World of Warcraft. Desde 2011 que Jones estava a pensar em tornar Mute em banda desenhada, tendo sido agora anúnciado que a obra será publicada pela Dark Horse.

Ao optar por publicar Mute como uma graphic novel, Duncan Jones consegue mostrar a história ao público num formato que não requer um investimento tão significativo como um filme, eventualmente permitindo que seja possível encontrar depois o financiamento necessário para transportar a história para o grande ecrã. Esta opção já resultou com outros no passado: Em 2002, Darren Aronofsky quando perdeu o financiamento da Warner Bros produzir The Fountain, o cineasta reservou o direito de produzir uma graphic novel a partir do guião, tendo sido publicado em BD pela pela Vertigo em 2005 com arte de Kent Williams. O que permitiu manter a “produção” do filme viva, tendo este chegado ao grande ecrã em 2006

Algo semelhante sucedeu com Dog Mendonza e Pizzaboy de Filipe Melo que originalmente estava pensado para ser um filme, mas acabou por ser publicado como banda desenhada devido à dificuldade de encontrar financiamento, por enquanto essas histórias só se encontram disponíveis nesse formato não tendo ainda chegado ao grande ecrã.

Homem dos sete ofícios, procastinador profissional. Escreve sobre BD, e escreve BD. E neste momento devia estar a acabar uns guiões que estão encalhados à demasiado tempo.

Deixar uma resposta

Show Buttons
Hide Buttons