Mulher-Hulk: Solteira, Verde, Perigosa

Em Solteira, Verde, Perigosa a Salvat publica uma das mais aclamadas fases da Mulher-Hulk por Dan Slott, Juan Bobillo & Paul Pelletier

Solteira, Verde, Perigosa, extrovertida, inteligente, muito sentido de humor. Gosta de discotecas, de noitadas de conversa com amigos, e de salvar o universo. Disposta a esquecer problemas antigos e começar do zero! Contactar Jen W. na mansão dos Vingadores.

Nunca ninguém disse que era fácil levar uma vida de solteira em Nova Iorque, mas quando se é Jennifer Walters, uma advogada de sucesso, também conhecida como a sensacional Mulher-Hulk, as coisas atingem todo um novo patamar de loucura! Agora, a gigante esmeralda está prestes a enfrentar um desafio sem precedentes ao entrar para a Goodman, Lieber, Kurtzberg & Holliway – uma firma de advogados especializada em direito super-humano.

Dan Slott impôs-se como um dos grandes argumentistas actuais da Marvel com a sua saga Homem-Aranha Superior, uma das mais arriscadas, originais e inovadoras séries que a Casa das Ideias jamais publicou. Depois de substituir Peter Parker por, nada mais, nada menos, que o seu arqui-inimigo Doutor Octopus, como Homem-Aranha, Slott embarcou numa saga de uma trintena de números em que, aos poucos, Otto Octavius se vai revelando um ótimo Homem-Aranha, mais eficiente que o original, mais inteligente… um Homem-Aranha Superior! Mas ainda antes desta brilhante saga, Slott tinha assinado para a Marvel muitas outras histórias, entre as quais esta fase muito aclamada da Mulher-Hulk.

Criada em 1980 como uma espécie de clone do Hulk, de maneira a dar controlo completo da Marvel sobre o nome da personagem, numa altura em que começavam a surgir séries e desenhos animados dos seus heróis (tal como a Mulher-Aranha, por exemplo), a Mulher-Hulk teve uma carreira atribulada ao longo dos seus mais de trinta anos de vida.

Depois de uma fase brilhante, divertida e inovadora escrita por John Byrne – em que Byrne quebrou a “quarta parede”, tornando a MulherHulk numa das primeiras personagens que estava consciente da sua existência como personagem de ficção – a heroína perdeu a sua revista durante uma boa parte dos anos 90 e 2000, até ser recuperada nesta fase escrita por Dan Slott.

Slott, que iniciou a sua carreira como argumentista duma série de Ren & Stimpy, sempre teve uma inclinação para o lado humorístico das histórias de super-heróis, o que o tornou numa excelente escolha para relançar as aventuras de Jennifer Walters, a Mulher-Hulk, de que este volume nos apresenta a primeira história.

Mas deixemos a palavra ao argumentista, que nos fala de como levou a série para uma história mais focada na vida do dia-a-dia da personagem e que explora o paradoxo e as contradições entre um universo super-heróico e a vida normal de uma grande cidade moderna:

Durante o dia, ela trabalha no departamento de advocacia Super-Humana de uma grande firma em Manhattan. Um lugar sério onde se lida com o absurdo de praticar advocacia num universo de banda desenhada… mais do que ninguém no Universo Marvel, a Mulher-Hulk é a heroína que se apercebe do ridículo daquilo tudo. Quer dizer, a sério, vacas que falam? Deuses gregos embriagados? Alienígenas com cabeça de bróculo? É um lugar incrivelmente ridículo. Mas muito divertido.

Mulher-Hulk-Page_1

Mulher-Hulk-Page_2

Mulher-Hulk-Page_3

Mulher-Hulk-Page_4

Mulher-Hulk-Page_5

Mulher-Hulk-Capa_frente

A Coleção Oficial de Graphic Novels Marvel

Volume 22 – MULHER-HULK:
 Solteira, Verde, Perigosa
Dan Slott, Juan Bobillo & Paul Pelletier
Este volume reúne os números 1 a 6 de She-Hulk.
144 pgs. ISBN: 978-84-471-2815-0 PVP: 11,99€

Written By
More from aCalopsia

Vingadores Vol. 07

Os heróis da Terra conseguiram evitar um evento catastrófico graças a um...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *