Maus Integral de Art Spiegelman

Formato: 15×23,5cm Páginas: 296 PVP: 17,70€
Formato: 15×23,5cm
Páginas: 296
PVP: 17,70€

Maus é uma obra de Art Spiegelman, que narra a a luta de seu pai, Vladek Spiegelman, um judeu polaco, pela sobrevivência em pleno Holocausto. É uma história narrada em dois tempos: no presente, em que o filho entrevista o pai para ficar a conhecer a sua experiência que narra nesta obra, a sua vida desde a sua juventude, o casamento na Polónia, o início da guerra e a deportação de Vladek para o campo de concentração de Auschwitz. As feridas do pai do autor são assim retratadas de uma forma crua e perturbadora, repleta de simbolismo, a começar no antropomorfismo das personagens – o jogo do gato alemão e do rato judeu (“Maus” significa ratos, em alemão), os polacos retratados como porcos, os franceses como rãs e os americanos como cães. “Todos são terrivelmente humanos”, aponta o Times.

O romance gráfico foi inicialmente publicado em duas partes e mais tarde reeditado num só volume. Nos EUA e na primeira edição portuguesa, pela Difel, foi editado em dois tomos: A História de um Sobrevivente (My Father Bleeds History) e E Assim Começaram os Meus Problemas (And Here My Troubles Began). Esta edição estava há muito esgotada, pelo que se saúda a edição desta obra numa edição “integral”.

Art Spiegelman, nasceu Itzhak Avraham bem Zeev em Estocolmo, três anos após o final do Holocausto. Embora mais conhecido por Maus, que escreveu e ilustrou – e que lhe valeria o prémio Pulitzer em 1992 – foi também responsável pela co-edição das revistas Arcade e Raw e artista convidado para as capas da conceituada The New Yorker. Spiegelman deixaria a revista para se dedicar, após os atentados ao World Trade Center, à obra In the Shadow of No Towers – somente publicado em português no Brasil,pela Cia. das Letras  com o título de À Sombra das Torres Ausentes – um romance gráfico sobre as experiências do autor ao ataque. Em 2005, a revista Time nomeou-o como uma das 100 Pessoas Mais Influentes do ano.

Licenciada em jornalismo, passou pelo I, gosta de escrever em blogues e não gosta de escrever sobre si. Entre os seus muitos interesses destacam-se campos tão vastos como a cultura gamer, literatura e aviação.

1 Comment

Deixar uma resposta

Show Buttons
Hide Buttons