Ideia Fixa: Sara-a-Dias foi trocada à nascença?

A minha mãe achava que eu tinha sido trocada. Melhor, achava que se eu não existisse, tinha de ser inventada. Desde a birra por querer “vuma” até se descobrir que eu queria era queijo, até perguntar em pleno autocarro em hora de ponta “se os meninos são putos, nós somos p…, mãe?”. Deve ser mal das Saras…

Vem isto ao acaso porque Sara-a-Dias prepara-se para lançar “um livro. Uma biografia. Um diário. Uma novela gráfica. Algo digno de uma telenovela venezuelana”. “A Minha Mãe Acha que Fui Trocada À Nascença” conta as peripécias do dia-a-dia da autora, em nota autobiográfica. “Pequenas histórias que acontecem no meu quotidiano, ilustrações sobre a actualidade ou pensamentos que não posso guardar só para mim”, conta ao aCalopsia.

Sara sempre teve “o bichinho” de criar um livro: “Sempre adorei contar as histórias da minha família, as peripécias do meu dia-a-dia, e quis marcá-las de vez numa “mini-enciclopédia-ilustrada”, para me lembrar de tudo quando for bem velhinha”.

sara-a-dias-03

O convite para criar este livro, escrito e ilustrado pela autora, “surgiu primeiro por uma editora que não chegou a ter meios financeiros para o lançar há um ano e meio”. A oportunidade de fazer este projecto ver a luz do dia surge pela mão da Ideia-Fixa, franquia da editora Aletheia, numa altura em que Sara já pensava que ia ficar na gaveta.

No entanto, estes não são, de todo, os primeiros passos de Sara na ilustração, que é um interesse “desde pequenina”, mas que se tornou mais sério desde que, em 2012, criou o Sara-a-Dias, o blogue onde Sara contava e desenhava os seus dias e que seria, então, adaptado para o papel. “Aos poucos, fui conquistando seguidores através do Tumblr e do Facebook (essencialmente) e fui desenvolvendo algum merchandising: vendi sacos de pano ilustrados, vasos e cadernos para o dia da mãe, aventais e fanzines para o dia do pai, postais para o dia do São Valentim, t-shirts (com parceria da Cão Azul). Tive ainda uma exposição em Maio de 2013 na LxFactory”.

Sara-a-Dias também se dedica à animação, realizando vídeos em parceria com Frederico Batista, responsável pela edição, tendo já concebido trabalhos como “O que está na origem da epidemia do ébola?” e “Como se faz o Ranking das Escolas”, para o Jornal Público ou “Os Jovens e a Saúde Mental” para o Conselho Nacional da Juventude.

A dupla realiza ainda videos personalizado como “Raquel & Nélson”, protagonizado pela sua irmã e cunhado,concebido para assinalar um dia especial.

Outras actividades de Sara-a-Dias incluem o design (criação de logótipos) e a ilustração de livros, em 2014 ilustrou “Puta Que Pariu o Amor”, escrito por Lady Mustache. Recentemente, a autora tem colaborado com algumas editoras, sobretudo no desenvolvimento de capas de livros como “Será Que As Mulheres Ainda Acreditam em Príncipes Encantados?” de Rodrigo Moita Deus, também editado pela Ideia-Fixa.

sara-a-dias-02sara-a-dias-04

“A Minha Mãe Acha que Fui Trocada À Nascença” apresenta material original e algumas das histórias que Sara-a-Dias publicou no seu blogue, agora “melhor contextualizadas com novas partilhas”. E todas as histórias são verídicas.

a-minha-mae-acha-que-fui-trocada-a-nascenca

O livro “A Minha Mãe Acha que Fui Trocada À Nascença” chega às livrarias a 6 de Março, numa edição da Ideia-Fixa, um dia após o 3º aniversário do projecto Sara-a-Dias. O lançamento oficial será a 17 de Março na livraria Aletheia, pelas 18h30.

Written By
More from Sara Pereira

Ideia Fixa: Sara-a-Dias foi trocada à nascença?

A minha mãe achava que eu tinha sido trocada. Melhor, achava que...
Read More

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *