Revista H-alt #3, editada por Sérgio Santos

O terceiro número da H-alt, revista de História Alternativa e outras ficções especulativas em Banda Desenhada, representa um novo desafio editorial. Mantendo a regularidade e a vertente de edição de novos autores, abre agora espaço a colaborações internacionais que poderão funcionar nos dois sentidos.

Novos Desafios para a H-alt

A terceira edição da H-alt mantém o forte ritmo de publicação, mas aumenta a fasquia dos seus objetivos. Para além de continuar a ser um veículo de apresentação de novos escritores e ilustradores de BD portuguesa, inicia um novo desafio estabelecendo parcerias com outras publicações do género, que trazem às páginas da revista autores ingleses, americanos e brasileiros.

H-alt
O trabalho gráfico de Dennis Vermesse, trazido aos leitores portugueses pelas parcerias estabelecidas pela H-alt.

Chronicles of Terror, Sliced Quartely e ELF são as antologias com que Sérgio Santos, editor da H-alt, estabeleceu parcerias que se traduzem na presença na revista de histórias de diversos autores que publicam habitualmente nestas antologias. O balanço é positivo. Apesar de haver por cá editores e lojas especializadas que trazem as novidades da BD independente europeia (estou a pensar na El Pep, por exemplo, espaço que não visito as vezes que desejaria, com grande pena minha), não faz nada mal à nossa saúde cultural a existência de mais um canal editorial.

H-alt
A amazónia, vista pelo traço de Rodrigo Nemo.

Este novo desafio da H-alt representa, creio, um forte desafio ao modelo da revista. A maturidade estética, gráfica e narrativa dos artistas vindos de lá das fronteiras para o espaço da H-alt é muito mais desenvolvida do que os novos autores nacionais que tem editado. Os critérios de qualidade narrativa e gráfica para edição na H-alt poderão passar a excluir os autores mais incipientes. Ganha a qualidade, mas perde-se aquele lado de espaço editorial de iniciação.

Continuidade Estrutural da H-alt

O alinhamento da revista segue o modelo estabelecido deste o primeiro número. A entrevista a autor de BD, com destaque para a sua obra, vai para o multi-premiado autor americano independente Nate Powell. A galeria de ilustração mostra o trabalho de ilustração digital do brasileiro João Paulo Bragato. Encerra com um novo capítulo da fan fiction de Conan por Paulo Gomes.

H-alt
Ilustrações de “Gandarinha”, de Joana Varanda e Tânia Cardoso.
H-alt
Ilustrações de “The Night Terrors Podcast”, por Rod McCance e Maximilian Meier.
H-alt
Grafismo naif em “Não Fui Uma Menina Feita de Carne e Osso”, de Stephanie Garcia e Rosa Silva.
H-alt
Psicadelismo de Tiago Carvalho em Matéria Negra, com argumento de Carlos Silva.
H-alt
Sérgio Santos e Dina Barbosa canalizam Charles Burns.

No que toca ao conteúdo de banda desenhada, destaco Gandarinha, de Joana Varanda e Tânia Cardoso, pelo elegante estilo gráfico; o argumento incómido e o grafismo rigoroso de A Tribo, de Rodrigo Nemo (apesar da história sair prejudicada na sua legibilidade por claramente não ter sido concebida na legendagem para o formato de página da H-alt); o argumento de FC divertida de A Ameaça, de Jorge Santos e Catarina Teixeira; o terror clássico misturado com isolacionismo claustrofóbico potenciado pelos media de The Night Terrors Podcast de Rod McCance e Maximilian Meier; a inocência gráfica, quase naif, mas bem desenvolvida de Não Fui Uma Menina Feita de Carne e Osso, de Stephanie Garcia e Rosa Silva; a solidez da Ficção Científica de Matéria Negra por Carlos Silva (como não poderia deixar de ser, dado o autor) e Tiago Carvalho, que ainda nos brinda com uma fabulosa prancha final, quase psicadélica; o espantoso grafismo de Espelho, de Kim Roberts e Dennis Vermesse, ilustrador cujo estilo gráfico também marca We Dance com argumento de David Thomas, muito à frente do que se pode esperar de uma publicação como a H-alt; o estilismo de Bom Filho, de Vítor Frazão e Patrick Caetano; e o toque da estética de Charles Burns de Muitas Indemnizações de Sérgio Santos e Dina Barbosa.

Coerente e em franca evolução, a H-alt continua a ser um projecto editorial a seguir. Está disponível em PDF no Issuu ou no Calaméo. A edição impressa pode ser adquirida nalgumas livrarias independentes, eventos ou diretamente à H-alt.

 

H-alt #03

Autores: Sérgio Santos (editor).
Editora: H-alt/Comic Heart
Páginas: 190, capa mole
PVP: 10 €

Tags from the story
,
Written By
More from Artur Coelho

SINtra, de Tiago Cruz e Inês Garcia

Sob a cobertura da noite, seres amaldiçoados percorrem o arvoredo em busca...
Read More

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *