Faleceu Fernando Relvas (1954-2017)

Morreu um dos grandes nomes da Banda Desenhada Portuguesa.

Eu não tenho muito jeito para escrever obituários, mas creio que vou ter de começar a habituar.

Fernando Relvas morreu na madrugada de hoje, 21 de Novembro, com 63 anos. O autor a quem fora diagnosticada há algum tempo a doença de Parkinson, tinha sofrido duas quedas, fora operado à coluna e estava internado no Hospital Amadora-Sintra, onde veio a morrer devido a uma infecção

O corpo vai estar em câmara ardente nos Paços do Concelho da Amadora, segundo informações da autarquia.

Relvas é um dos autores um dos autores que marcou a BD portuguesa e cuja vida se confunde da mesma ao longo dos últimos 40 anos. Tendo nascido em 1954 começou a trabalhar em meados da década de 70, colaborou em diversas publicações e foi autor de obras como Espião Acácio, Karlos Starkiller, Violeta e Outros Contos, L123, Cevadilha Speed ou, mais recentemente, Black Ship/Nau Negra.

Informações mais detalhadas sobre a sua carreira estão disponíveis no artigo Fernando Relvas em Retrospectiva, escrito por João Miguel Lameiras, o qual foi publicado a propósito da exposição que esteve patente na Galeria Artur Bual, no âmbito do AmadoraBD 2017.

Infelizmente não vai existir mais informação bibliográfica para adicionar à longa carreira de Relvas, morreu o autor ficaram obras que perduram na história da banda desenhada nacional.

Fernando Relvas, o Espião Acácio

A fotografia que surge neste artigo é da autoria de Machado Dias, via Kuentro.

Tags from the story
Written By
More from Bruno Campos

Um pequeno balanço de 2017

Terminou um ano que foi pelo menos, aparentemente, um bom ano para...
Read More

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *