Erradicar os comics incómodos?

Esperava Batman e Robin, não pornografia.

Um comentário saído das trincheiras das guerras culturais norte-americanas, que opõem perspectivas conservadoras a progressistas. Ou, se preferirem, a oposição entre o bom senso e a indigência mental. A citação vem da luta de uma aluna universitária revoltada pelo conteúdo bibliográfico de uma cadeira de literatura inglesa que inclui novelas gráficas no seu currículo. Ela, os seus pais e colegas, confessam-se revoltados com o que consideram conteúdos impróprios nalguns livros e exigem a sua retirada quer do currículo quer das bibliotecas e livrarias da universidade, alegando que são conteúdos impróprios que não devem ser acessíveis a menores.

sandman 2Que obras que atraíram a ira destes alunos? São apontados quatro títulos muito específicos:

  • Fun Home de Alison Bechdel
  • Y: The Last Man Vol.1 de Brian K. Vaughn
  • The Sandman Vol.2 de Neil Gaiman
  • Persepolis de Marjane Satrapi.

Todas obras que conquistaram a crítica e os leitores pela sua qualidade literária e gráfica, livros desafiantes que marcaram a sua época e levaram mais longe as fronteiras dos comics.

Este tipo de queixas e iniciativas não é novidade nos níveis de ensino mais elementar ou junto de bibliotecas. Mesmo em Portugal, embora de forma muito mais discreta e restrita a minorias religiosas fundamentalistas. O que distingue esta é o estar-se a passar ao nível universitário, num tipo de instituição cuja missão é precisamente o desafiar a mentalidade dos seus alunos e expô-los a ideias, conhecimento e conteúdos que vão além das suas experiências prévias.

Para os fãs e conhecedores da Banda Desenhada este tipo de situações é especialmente chocante, tendo em conta o tratar-se de obras marcantes de autores conceituados. Resta-nos o consolo de saber que um qualquer romance de James Joyce ou peça de Shakespeare iria provocar paroxismos semelhantes neste tipo de alunos, tão interessados em moldar o mundo que os rodeia às suas visões retrógradas e mesquinhas.

p

O Boing Boing e o CBLDF cobrem com maior detalhe esta notícia, entre o chocante e o absurdo.

Written By
More from Artur Coelho

SINtra, de Tiago Cruz e Inês Garcia

Sob a cobertura da noite, seres amaldiçoados percorrem o arvoredo em busca...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *