Encontro em Cascais com o bedófilo Farrajota

2014_bibliotecas_encontros_sobre_bd_william_blake

O material promocional da Câmara Municipal de Cascais para promoção de mais um encontro-debate, na Biblioteca Municipal de S. Domingos de Rana, intitulado “De William Blake ao Black Metal, apontamentos sobre a BD independente” não tem uma gralha, apesar de pouco conhecida, “bedófilo” é uma palavra que já circula pela net há algum tempo, claramente com uma intenção de denegrir.

O termo usado (criado?) por Marcos Farrajota e uma minoria de amigos seus – ao que consta – é uma mistura de bedéfilo com pedófilo.

Segundo a Bedeteca do Insulto Anónimo, “bedófilo” é uma palavra para designar aquilo que é considerado – por alguns – “lixo industrial da BD”, como por exemplo a BD que se divulga aqui no aCalopsia, ou seja, 99,9% da BD, dos leitores e dos autores.

Outra definição da autoria de Marcos Farrajota encontra-se no blog: Viva a Biblioteca dos Olivais! Viva! e Umbigo.

Bedófilos é uma expressão criada por três engraçadinhos para definir “bedéfilos”, pessoas que gostam de BD, que gostam BD para crianças, aproximando-se assim à expressão “pedófilos”.

O termo é obviamente pejorativo, mas parece que existe quem considere que a combinação de Marcos Farrajota, pedofilia e banda desenhada, é uma boa maneira de dignificar e promover a BD.
Resta saber se a Câmara Municipal de Cascais endorsa a “bedofilia” nacional de Marcos Farrojota, ou foi só um infeliz lapso, em que que uma pessoa se aproveitou desta entidade pública para insultar os que não comungam dos seus interesses.

Actualização: A Câmara Municipal de Cascais respondeu hoje a um pedido de esclarecimentos do aCalopsia relativamente à autoria do texto, à analogia (óbvia entre “bedófilo” e “pedófilo”) e se, a Camâra Municipal de Cascais,  ao utilizar o termo “bedófilo” está a endossar o insulto gratuito, de Marcos Farrajota, a leitores e autores, que não são do seu gosto, ao chamar-lhes de modo pouco velado pedófilos.

Os esclarecimentos prestados por Valter Amaral, Coordenador da Biblioteca Municipal de S. Domingos de Rana foram os seguintes, que passo a citar:

• A autoria do texto é do convidado da sessão, como já aconteceu anteriormente;
• A Câmara Municipal de Cascais não considerou nem considera que se deva fazer a analogia a que alude V/ Exa.;
• A Câmara Municipal de Cascais não tem qualquer indicação de que o uso da expressão em causa vise o insulto.

Como foi mencionado no início do artigo, é o próprio Farrajota que reconhece que existe uma analogia entre “bedófilo” e “pedófilo”, e até o Google!

Screenshot_8

Deixem-me salientar que eu não estou a chamar de pedófilo a ninguém, o Google é que pensou que eu queria dizer “pedófilo” em vez de “bedófilo”!

Este pedido de esclarecimentos foi solicitado na segunda-feira, 5 de Maio de 2014, e só nos chegou hoje sexta-feira, 9 de Maio de 2014. Curiosamente, depois de o Nuno Amado – que pertence ao “clube dos meus queridos inimigos” – ter publicado um artigo sobre o tema.

Aguardam-se esclarecimentos adicionais da Câmara Municipal de Cascais, que por acaso, já apoiou diversas publicações do autor desta “inócua laracha” do bedófilo, publicadas pela sua Associação.

[Continua em desenvolvimento]

Autor, editor, procrastinador profissional e irresponsável mor.

7 Comments

Deixar uma resposta

Show Buttons
Hide Buttons