Em busca de Peter Pan

Sir Melvin Woodworth, um escritor inglês, parte para os Alpes em busca de inspiração para o seu novo romance, e também das memórias do seu irmão Dragan, um pianista desaparecido naquelas montanhas anos antes. Mas, no cenário imponente dos Alpes suíços, por entre contrabandistas, misteriosas personagens que assombram as aldeias abandonadas e a sombra de uma catástrofe à beira de acontecer, Melvin vai fazer uma descoberta que vai afectar de forma profunda a sua vida. Uma viagem ao passado, pontuada por citações do Peter Pan de James M. Barrie, em que a paisagem da montanha, que Cosey retrata como ninguém, se assume como uma personagem de pleno direito.

Nascido em 1950, perto de Lausanne, na Suíça, Bernard Cosandey, que os leitores conhecem como Cosey, é um dos grandes nomes da BD franco-belga, e estreou-se na banda desenhada no início dos anos 70, pela mão do seu compatriota Derib, o criador de Yakary e Buddy Longway.

Em-Busca-de-Peter-Pan_Page_kNeste livro, Cosey troca temporariamente as montanhas do Tibete onde decorrem as aventuras de Jonathan, pelos Alpes suíços, que se revelam o cenário ideal desta aventura de grande poesia e sensibilidade. Livro pioneiro, um dos primeiros no mercado franco-belga que foi pensado como uma história completa, fechada, em dois volumes – o que foi confirmado com o lançamento da versão integral pouco depois da saída da segunda parte desta história – que permitiu ao seu autor fugir ao limite das 48 páginas do álbum tradicional, Em Busca de Peter Pan, representa um decisivo passo em frente no percurso de Cosey como criador.

Como o próprio refere, Em Busca de Peter Pan foi “o meu primeiro one-shot, feito por volta de 1985, para a colecção Histoires et Légendes da Lombard. Na altura, estava profundamente empenhado na série Jonathan, que conhecia grande sucesso. Os álbuns vendiam-se cada vez mais, mas sentia vontade de sair por algum tempo daquela rotina. Há muito tempo que queria fazer uma história que se passasse nos Alpes valesianos, que conheço muito bem.

O meu editor estava um pouco receoso e disse-me: o Tibete pode interessar a muita gente. Mas uma história nos Alpes valesianos, só vai interessar a uns poucos suíços… Mas na editora perceberam que eu tinha necessidade dessa mudança, embora não estivessem à espera que o livro vendesse tão bem, ou até melhor, do que o Jonathan. E sobretudo, Em Busca de Peter Pan é um livro que teve, e tem, uma longa vida.”

Publicado inicialmente em dois volumes, Em Busca de Peter Pan juntou o sucesso comercial ao reconhecimento crítico, traduzido no Prémio do Público na Convention de la Bande Dessinée de Paris, em 1984 e no Grand Prix da cidade de Sierre em 1985. Mais tarde o livro foi publicado num único volume e integrado na colecção Signé, a linha de prestígio da Lombard, E, confirmando essa longa vida que é a marca dos clássicos, Em Busca de Peter Pan chega finalmente a Portugal, dando a conhecer aos leitores nacionais, tanto aos que sonharam ao lado de Jonathan, como os que estão agora a descobrir o trabalho de Cosey pela primeira vez, a obra mais emblemática do autor suíço e a sua primeira novela gráfica.

É possível fazer em banda desenhada coisas que têm um valor igual ao de um grande romance, como as que fez Cosey, que consegue exprimir sentimentos de profundidade e delicadeza semelhantes aos que se encontram na melhor literatura. Franquin, criador de Gaston Lagaffe e Marsupilami

Em-Busca-de-Peter-Pan_Page_1Em-Busca-de-Peter-Pan_Page_2Em-Busca-de-Peter-Pan_Page_3Em-Busca-de-Peter-Pan_Page_4Em-Busca-de-Peter-Pan_Page_5Em-Busca-de-Peter-Pan_Page_6

Written By
More from aCalopsia

Guerras Secretas – Parte 2 – Marvel / Salvat

A milhões de anos-luz da Terra, e forçados a combater pelo derradeiro...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *