Desenhos de Cordel no Metro

Os trabalhos de António Jorge Gonçalves no metro entre 12 de Março e 1 de Abril, no Saldanha, São Sebastião e Alameda.

Reconhecemos com frequência a presença de marcas comerciais em museus, festivais ou noutros espaços dedicados à difusão de obras artísticas. Mas não é todos os dias que a arte tem a possibilidade de ocupar os espaços da comunicação publicitária.

É isso que vai acontecer, pela primeira vez, nos mupis dos cais de estações do Metropolitano de Lisboa, por iniciativa da MOP_Multimedia Outdoors Portugal que explora esses espaços de grande visibilidade e que pretende disponibilizá-los para promover artistas e obras culturais.

desenhos de cordel 01

Utilizador frequente do metro, (que já tinha sido o palco do seu trabalho Subway Life, em que desenhou pessoas sentadas nos comboios pelo mundo inteiro), António Jorge Gonçalves decidiu expôr desenhos – que tem publicado nas obras literárias de autores como Dinis Machado, Ondjaki ou Mário de Carvalho – ocupando a totalidade dos mupis do cais da estação.

No conjunto, estas imagens têm forte impacto visual, carácter narrativo e espaço poético. São visões abertas e autónomas dos livros que ilustram, deixando ao leitor espaço para construir a sua própria narrativa. E se as breves citações inscritas em rodapé têm como função contextualizar estas imagens, podem também dar a conhecer obras e autores.

O nome da exposição é um piscar de olho à tradição renascentista da “literatura de cordel” – forma de circulação popular de pequenas narrativas que eram impressas em folhetos depois expostos pendurados numa corda. As caixas luminosas dos mupis, dispostas em série nos cais das estações, podem ser vistas também como uma forma de fazer chegar estórias a um público sem fronteiras.

desenhos de cordel 02

Metropolitano de Lisboa

Saldanha (Linha Amarela): 12 a 18 Março
São Sebastião (Linha Azul): 19 a 25 Março
Alameda (Linha Verde): 26 Março a 1 Abril

Written By
More from aCalopsia

Vingadores Vol. 07

Os heróis da Terra conseguiram evitar um evento catastrófico graças a um...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *