Bem-vindos ao “Cemitério dos Sonhos”

“Onde deixaste teu sonho de infância?”… A resposta à pergunta pode parecer fácil, mas para chegar ao resultado, é preciso determinação.

A viagem começa com o abandono da secretária corporativa cinzenta, aborrecida, e da rotina medíocre que nos ocupa mas não nos preenche. É difícil arriscar, sair da nossa zona de conforto. Todos já sentimos isso, pelo menos uma vez na vida.

O Dre Amos não é diferente: é certo que não ouve telemóveis a tocar ou teclas a bater, mas existe um zumbido mecânico que o anestesia: o das máquinas de lavar. Dre Amos é o responsável pelos testes de programas de máquinas de lavar roupa, e já há muito que deixou de sonhar com a sua profissão ideal. A sua vida resume-se a trabalho-casa, casa-trabalho, numa cave solitária de uma fábrica. Mas, numa dessas noites escuras de regresso a casa, Dre Amos é surpreendido pela aparição de uma entidade feminina estranha que lhe desvenda o caminho para o Cemitério dos Sonhos, um sítio onde todos os sonhos abandonados descansam à espera de serem realizados. Mas, para isso, Dre Amos terá que atravessar o seu próprio subconsciente, inconsciente e todos os fantasmas e traumas que o atormentam. Uma verdadeira odisseia perpetuada pelo argumento escrito por mim e pelos traços talentosos, vindos do outro lado do Atlântico, do Rodrigo Martins dos Santos, Marília Feldhues, Rômulo de Oliveira e Cinthia Fujii. Uma viagem mental que desafia a nossa imaginação e agita a nossa letargia.

cemitério dos sonhosE a questão, agora, é outra: Terá Dre Amos força de vontade suficiente para ultrapassar os obstáculos que se avizinham?

A resposta está mais próxima do que Dre Amos do Cemitério dos Sonhos. Em Portugal, o livro vai ser editado pela Bicho Carpinteiro, um selo editorial criado por mim e pelo argumentista André Morgado (A Vida Oculta de Fernando Pessoa), mas ainda sem data de lançamento definida. No Brasil, sai em Agosto e as negociações com a editora estão em curso. Certo, é que este álbum de BD estará disponível muito em breve para todos os que desejam saber o desfecho…e a viagem. Até lá, vamos desvendando todos os pormenores aqui, no Acalopsia e fazendo os updates na nossa página https://www.facebook.com/cemiteriodossonhos/.

Se estiver pelo XII Festival Internacional de Beja, pode assistir à apresentação que vou fazer do álbum no dia 29 de Maio, às 14h45 na Cafetaria do Pax Julia, Teatro Municipal.

Toca a agitar o Dre Amos que há em nós.

Written By
More from Miguel Peres

Cinthia Fujii materializa o Cemitério dos Sonhos

Nesta última crónica, apresento a responsável por tornar a catarse do livro...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *