Antevisão de DUAS LUAS de André Diniz e Pablo Mayer

Existem factos curiosos, como dois brasileiros a realizarem uma obra em exclusivo para Portugal.

capa_duas_luasO novo álbum de  André Diniz e Pablo Mayer – Duas Luas – surgiu de um convite de Rui Brito, da Polvo, que já tinha editado este ano este ano em Portugal o  “Morro da Favela”, um álbum que foi galardoado com o conceituado prémio HQ MIX para melhor roteirista nacional de 2012.  A edição portuguesa de “Morro da Favela” contou com uma secção, em exclusivo, de ilustrações onde colaboraram alguns ilustradores, incluindo Pablo Mayer.

“Duas Luas” é escrito por André Diniz, argumentista e desenhador de banda desenhada que também é autor e ilustrador de livros infanto-juvenis. No Brasil, já ganhou mais de uma dezena de prémios, entre eles o de melhor roteirista, melhor graphic novel, melhor edição de quadrinhos, melhor site de quadrinhos, entre outros. Antes de “Duas Luas” André Diniz tinha sempre assumido o papel de argumentista e desenhista, agora pela primeira vez entregou a arte de um álbum seu a outro desenhista, Pablo Mayer.

Os motivos que levaram André Diniz a não ter embarcado em parcerias anteriormente foram as seguintes:

Aqui no Brasil, é um meio ainda muito difícil, e se não for um trabalho encomendado por uma editora, vai ter que haver compreensão e cumplicidade dos dois para fazer a HQ vingar de alguma forma. Daí, fazer uma HQ no escuro, sem dinheiro nas mãos, sem editora ou sem um destino definido com alguém que você não conhece é um risco grande, as chances de haverem aborrecimentos e desentendimentos é grande. Mas eu já era fã do trabalho do Pablo, e ao menos uma vez na minha vida resolvi ouvir a minha intuição. Não me arrependi: hoje, posso chamar já o Pablo também de amigo. Sem falar que amei o resultado da BD. Não houve um segundo sequer de desentendimento entre os dois, mesmo que subtil (claro, podíamos ter opiniões diferentes em algumas situações, mas essas poucas discordâncias – que são muito saudáveis e importantes – foram resolvidas em segundos).

O desenhista de “Duas Luas”, PABLO MAYER, é ítalo-brasileiro e reside actualmente com a sua esposa Carolina em Dublin, na Irlanda. Ilustrador e desenhador de Banda Desenhada.  Colabora há mais de meia dúzia de anos com ilustrações para jornais, revistas e livros infantis de grande circulação na imprensa brasileira. Faz também ilustrações para videojogos e publicidade. Publicou a tira Brabos Comics, no jornal ANotícia.  É um dos autores que participou na antologia Inkshot editada pela Monkeybrain.

A primeira colaboração de André Diniz e Pablo Mayer, enquanto dupla criativa, conta-nos uma história sobre sonhos.

Nilo, proprietário do Bar do Lourenço, está interessado em vendê-lo para se poder dedicar mais à sua amada, Natali, e à filha que está para nascer. Contudo a vida é linear e a venda do bar não se concretiza. Nilo é forçado a resolver uma série de problemas, enquanto  tenta manter sua integridade imaculada.

Duas Luas capa completar2

Bandidos, estranhos sonhos, insónias, mortes, clientes metediços e uma velha prostituta (iniciada na profissão pelo pai de Nilo), são alguns dos ingredientes desta história que vai ser editada pela Polvo durante o Amadora 2013 que decorre de 25 de Outubro a 10 de Novembro de 2013, no Forum Luís de Camões.

[hr]André Diniz e Pablo Mayer vão ter trabalhos da sua autoria em exposição no Amadora BD 2013 integrados na exposição colectiva “Seis esquinas de inquietação”. Nos dias 2 e 3 de Novembro André Diniz vai estar no Amadora BD para promover o álbum.
Written By
More from Bruno Campos

Sérgio Godinho vira herói de BD em O Elixir da Eterna Juventude

O jornal Público estreia-se na co-edição de BD inédita de autores portugueses...
Read More