AniComics Lisboa 2015 – O Primeiro Dia

A Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro, em Telheira, voltou a encher para receber o AniComics, numa festa que se estendeu pela zona circundante da Biblioteca, devido ao espaço limitado que esta têm para receber todos os visitantes do evento. Pode não ser um solução muito ortodoxa mas, ao fim de 6 anos, o público parece ter encontrado uma solução (própria) para a falta de espaço do local.

No interior da biblioteca a BD, jogos e área comercial estendem-se todos os locais possíveis do seu espaço, o qual se encontra bem aproveitado e curiosamente não tinha grandes engarrafamentos de pessoas.

No piso um da Biblioteca a zona de Gamming com jogos de computador, cartas (card games) ou tabuleiro (board games) foi-se compondo ao longo do dia, após ter estado algo abandonada no início do dia.

No piso zero, por entre a sala de leitura, pátio e foyer do auditório encontra-se espalhado os espaços comerciais profissionais e não-profissionais onde se encontram (obviamente) em destaque as edições de Kingpin Books e que contavam com a presença de BubbleLove TeaShop, Spawn Point Gaming Lounge, Casa da BD, Twin Guns e e de alguns autores portugueses.
De entre os presentes, Carlos Pedro (Solomon, Elephantmen) e Inês Ferreira Falcão (colorista de Hawk, de André Oliveira e Osvaldo Medina) eram os dois autores mais “conhecidos” depois existiam um série de jovens autores (influenciados pela estética nipónica) que se encontravam espalhados pela biblioteca.

Na zona dos stands não comerciais era possivel encontrar alguns fanzines, por entre prints, pins, e merchandizing original de autores como Daniela Viçoso, Cat Azevedo, Nat Morais, Makomba ou Midreky, entre outros.
O espaço de exposições estava limitada à diminuta galeria da biblioteca com originais de Ricardo Cabral, Ricardo Venâncio, Ana Oliveira, Ricardo Reis, Jorge Coelho, Osvaldo Medina, Sérgio Marques e Carlos Pedro. Era uma exposição centrada nas obras da Kingpin Books que foram apresentadas durante a tarde de sábado, com a excepção dos originais de Carlos Pedro de Elephantmen nº 64, escrito por Richard Starkings e publicada pela Image Comics. Contudo o centro da atenção era o ecrã de televisão, uma dos se encontram instalados pela biblioteca – pela organização – e que permitiam ao público ver no exterior o que se passava no auditório.
DSC_0154_edit
DSC_0176_edit
DSC_0226_edit
Após o ano passado ter contado com a presença de autores e apresentação de obras da Chili Com Carne e El Pep, este ano as novidade em termos de BD estiveram centrada nas edições da Kingpin Books, com o lançamento de “Casulo”, com argumento de André Oliveira e ilustrado por vários autores, e a antevisão das edições nacionais da editora:

  • “Vil: Fado do Assassino”– com argumento de André Oliveira e ilustrado por Xico Santos;
  • “Kong The King” – um BD “silenciosa” de Osvaldo Medina;
  • “Fósseis das Almas Belas” – com argumento de Mário Freitas e desnhado por Sérgio Marques.
  • “Solomon: Deluxe Edition” – a obra auto-editada por Carlos Pedro no AmadoraBD 2015, vai ser reedita nuna edição a cores pela Kingpin Book.

Apesar de não ter sido apresentada ao público, este ano está prevista a edição pela Kingpin Books de pelo menos uma obra de um autor estrangeiro: “1000 Tormentas” de Tony Sandoval, autor mexicano de quem a editora publicou no ano transacto “As Serpentes de Água”.
O auditório da Biblioteca Orlando Ribeiro tem uma lotação pequena para o público que adere ao AniComics, o que tem gerado alguns constrangimentos em outros anos, o que motivou a instalação dos já mencionados ecrãs no exterior. Este ano para permitir que a “reserva” de lugares a organização do AniComics criou bilhetes VIP, os quais garantiam aos seus portadores um lugar no auditório, para poderem assistir às actividades que aí se desenrolam. Apesar desses bilhetes não terem esgotado o mais surpreendente terá sido, talvez, o facto de ter existido quem tenha comprado bilhetes VIP e depois não os tenha utilizado, o que não impediu o auditório de lotar para o concurso de Cosplay do AniComics.

DSC_0361_edit

Dividido em duas eliminatórias de 10 skits, o concurso de Cosplay teve a inscrição de 46 participantes dos quais foram seleccionados 34 para se apresentarem em 20 skits, colectivos e individuais. Contudo, os visitantes do AniComics só puderam presenciar à apresentação de 18 skits, devido à ausência de um concorrente e a duas concorrentes que bloquearam com um ataque de ansiedade e não chegaram a subir ao Palco.

Dos 17 Skits foram selecionados pelo júrio constituído por Leonor Grácias, Inês Gomes, e Catarina Brás os oito finalistas que sobem este domingo ao palco para a final, nomeadamente, e por nenhuma ordem em particular:

  • Sara Moreira, Sara Pereira e Filipe Silvério com Four, Three e Accord de Drakengard 3
  • Cária Antunes com Celestia Ludenberg de Danganronpa
  • Sara Oliveira, Rita Oliveira e Catarina Magalhães com Stocking, Pantie e Brief de Panty & Stocking with Garterbelt
  • Márcio Ferreira e Raul Batista com Scarecrow (vilão de Batman) e Jack Daniels – DJ78 de Steampunk World
  • Sara Dias com Hawlgirl da Liga da Justiça
  • Crolina Albernaz e José Maximiano com Cabbage Guy
  • Carolina Freire com Yuna de Final Fantasy X
  • Irina Costa com Harley Quinn – Bombshell Version

Por agora apresentamos só estas imagens dos finalistas, em breve teremos mais imagens dos concorrentes e de outros cosplays que passaram este fim-de-semana pelo AniComics.

Neste primeiro dia, o evento contou ainda com a actuação dos grupos portugueses de dança J-Pop BB5 e Mirai No Yume, e com o público que nos intervalos das actividades aproveitou os tempos mortos para se divertir em palco.

DSC_0332_edit
Este domingo, o AniComics vai contar entre outras actividades com a já mencionada final do concurso de Cosplay AniComics, a eliminatória de EuroCosplay com um número surpreendentemente baixo de participantes, um show de Cosplay, com “alguns dos principais cosplayers portugueses”, embora não tenha sido confirmado a se irá contar com a presença de Mário Freitas como no ano transacto… actuação das Animyu, painel Steampunk – Da Época Victoriana ao Século XXI com Alexandra Rolo e Pedro Guerra,um painel especial de dobradores com Mário Bomba, Carlos Macedo e Carla Carreiro Mendes e o painel A febre dos Funko POP: caminhos cruzados da cultura POP, da BD à animação, cinema e TV com Mário Freitas, Filipe Homem Fonseca, Filipe Jesus e Cristiano Viola, entre outras actividades.

DSC_1051_edit

Fotografia por Maria João Miranda que no mundo da ilustração é Captain MaryJane. A fotografia é o hobbie que tenta aperfeiçoar sempre que possível, podem seguir a sua viagem a partir de www.facebook.com/captainmaryjane.
Written By
More from Bruno Campos

Sérgio Godinho vira herói de BD em O Elixir da Eterna Juventude

O jornal Público estreia-se na co-edição de BD inédita de autores portugueses...
Read More

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *