O 9º volume de Príncipe Valente: 1953-1954

Foi editado no passado mês de Junho o Nono volume da série Príncipe Valente, que a Bonecos Rebeldes começou a publicar em Portugal em 2005.

Num mercado, débil, como o da banda desenha em Portugal é um feito digno de registo, que comprova a intemporalidade da obra prima de Hal Foster.

“Uma exuberante saga medieval, que combina aventura, história, lenda e magia nas proporções adequadas, tendo por base histórias muito bem escritas”

Foi o modo como o crítico Pedro Cleto definiu a obra-prima de Foster.

img_218508961_1374005598_abig

Por sua vez J. P. Boléo, também ele um crítico e estudioso da BD, considera que é “uma das mais maravilhosas e monumentais BD’s de sempre, em muitos aspectos inovadora e precursora, globalmente única, cujo interesse ‘actual’ não resulta de qualquer nostalgia, mas da riqueza intrínseca da obra e do grande interesse e prazer que a sua leitura continua a proporcionar, porque Foster, além de um grande artista, era um admirável contador de histórias”.

O 9º volume de Príncipe Valente reúne as histórias pranchas publicadas nos anos de 1953 e 1954 relatando três viagens: à Irlanda, onde correndo perigo de morte várias vezes, Val, consegue derrotar os invasores saxões e dinamarqueses; às ilhas Brumosas terra natal de Aleta, onde ela com diplomacia expulsa o cunhado e todos os que querem levar o país para a guerra; e à Terra Santa onde, com artimanha, liberta um peregrino cativo há muitos anos.

Também Arn, filho de Val, tem uma perigosa aventura exploratória de “muitos milhares de quilómetros” pelo mundo. Por entre essas viagens, Val tem de enfrentar os problemas caseiros de homem casado, é que Aleta é uma mulher de têmpera!

Príncipe Valente 1953-1954 encontra-se disponível, lingua portuguesa, em qualquer livraria ou à distância de um e-mail.

PV-53-54---P-831web

PV-53-54---P-837web

PV-53-54---P-838web

PV-53-54---P-864web

PV-53-54---P-871web

PV-53-54---P-874web

PV-53-54---P-881web

PV-53-54---P-882web

Autor, editor, procrastinador profissional e irresponsável mor.

Deixar uma resposta

Show Buttons
Hide Buttons