A Molly do Rudolfo

Uma revista de BD portuguesa bimestral? É a Molly do Rudolfo, no seu regresso à língua de Camões com uma nova antologia de BD.

Finalmente uma alternativa regular ao Patinhas e em português para chavalos com acne, bears, freaks, nerds e miúdas giras (que podem ou não fazer parte dos grupos anteriores).

Rudolfo volta este mês a publicar na língua de Camões com Molly, uma nova antologia de BD que pretende ser bimestral. Uma publicação que nas palavras do autor “São 36 páginas bimestrais repletas de banda-desenhada autobiográfica, futurista e neo-dadaísta capaz de fazer corar qualquer apreciador de arte contemporânea.” Ou, se preferirem “É BD, logo é lixo pop para as massas!”

Molly 1 capaMolly vai estar disponível no circuito habitual das publicações independentes sem um distribuição nacional: lojas da especialidade; algumas galerias que vendam publicações e fanzines; feiras de edição independente e afins. Como tem uma periodicidade, Molly vai estar também disponível para “subscrição”, podendo os interessados realizar uma assinatura da publicação.

  • 20€ – Inclui os 5 números de 2014 (a sair no final de Abril, Junho, Agosto, Outubro, Dezembro), as ofertas exclusivas de subscritores e claro, os portes.
  • 25€ – Inclui o mesmo que a modalidade anterior. A diferença é que cada número virá com a capa autografada com um desenho único e aleatório na janelinha “COMIX.EXE”.
  • 30€ – Para quem não quer correr o risco de Rudolfo desenhar uma coisa mesmo bizarra ou que até quer isso, mas tem de ser algo muito especifico. Inclui os 5 números, extras e portes, claro!

O objectivo de das subscrições é os leitores poderem receber comodamente as revistas em casa, juntamente com as oferta exclusivas. Obviamente também vai permitir ter um ajuda com os de impressão em antemão.  Os extras de cada número (para assinantes) são: um pequeno documento editorial a comentar o processo com esboços; fotografias de progresso; scans do sketchbook, coisas de nerd. Existindo ainda umas surpresas que podem ser stickers, posters ou pequenos zines.

Vai ser possível a qualquer momento os cancelar a assinatura, com retorno do dinheiro dos números em falta. Só vai ser possível realizar subscrições/assinaturas até à saída do terceiro número, em Agosto. Essas subscrições incluem os número em atraso e as ofertas.

pg4_editorial_web

Rudolfo foi o autor/editor do fanzine Lodaçal (7 números); Negative Dad (com argumento de Matt Barajas e Nathan Williams, dos Wavves); Musclechoo; tendo publicado recentemente QCDA #1000 (em conjunto com André Pereira, Afonso Ferreira e Zé Burnay). Molly não é um projecto recente, mas houve outros projectos que se meteram pelo meio, sendo actualmento o trabalho em que o autor está focado.

O primeiro número de Molly sai no final de Abril, tem 36 páginas, impressa a uma cor e offset, agrafado, no formato de 16 x 23 cm com um preço de capa de 4 euros. Informações adicionais no tumblr da Molly.

Written By
More from Bruno Campos

Um pequeno balanço de 2017

Terminou um ano que foi pelo menos, aparentemente, um bom ano para...
Read More

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *