A Entrevista de Sama com Belles de Jour na Mundo Fantasma

Inaugura amanhã, sábado dia 13 de junho, às 17:00h a exposição Les Belles du Jour de Sama, na galeria da Livraria Mundo Fantasma, no Shopping Brasília.

Les Belles du Jour é o novo projecto artístico de Sama, e insere-se claramente numa esfera sociopolítica reactiva, através da tensão formal e física resultante da colagem de títulos de notícias, recortados dos jornais e posteriormente colados em composição com monotipias que o autor cria previamente, num processo criativo devedor tanto da estética DIY como das vanguardas modernistas.

Para isso contribui decisivamente a técnica de reprodução escolhida pelo autor: a monotipia, técnica essa que consiste na criação de um desenho e/ou mancha de cor numa superfície lisa que depois é impresso numa folha, obtendo-se assim uma prova única desse mesmo trabalho (o prefixo mono, em latim, significa único). Sendo uma forma de arte espontânea, tem quase sempre resultados imprevisíveis e por isso experimentais.
André Azevedo

Sama-eduardo-filipe
Sama é o “Ghost Artist” de Eduardo Filipe.

Enquanto Eduardo trabalha como actor, Sama rouba-lhe a cena como realizador de cinema de animação e autor de banda desenhada.

Eduardo Filipe trabalhou como actor em cinema em ”Era uma vez…”, ”As Meninas” e ”Uma História do rio Paraguai”. No teatro entrou nas peças, “Os 12 trabalhos de Hércules”, ”O Ateneu” e ”Os Picaretas”, esta de sua própria autoria. Fez a criação e direção da abertura em vídeo para o espetáculo Teatral, “Zastrozzi”. Foi Tutor da equipa de cinema da Universidade Católica do Porto que venceu o “Festival Ver e Fazer Filmes” em Guimarães, Capital Europeia da Cultura 2012.

Sama é artista visual premiado em salões de Arte Contemporânea, Cartoons e BD.

Venceu o 1º lugar na 15ª edição do Salão Carioca de Humor, colaborou para as revistas: Piauí, Argumento, General e nas antologias de BD: Heavy Metal Brasil, Golden Shower, Tarja Preta e Irmãos Grimm em Quadrinhos. Em 2011 lançou sua primeira novela gráfica, a bem sucedida, A Balada de Johnny Furacão. Na Europa, colaborou com o periódico francês, Gazette de La Lucarne e com a antologia de BD, Papier, editada por Lewis Trondheim. Participou do MAB Invicta e foi um dos convidados do Amadora BD 2012, onde apresentou a primeira edição dos Cadernos do Sama.

Em 2013 expôs no IX Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja. Em 2014 lançou no Canal Brasil junto com Luísa Sequeira a série de animação adulta, Motel Sama. Neste mesmo ano Sama, integrou o time de artistas presentes na Comic Con Portugal, onde lançou as publicações independentes: La Dolce Vita, Xmas Thing e a autobiográfica MondoSama.

Em 2015 conclui a versão curta-metragem de Motel Sama, além de preparar novos projectos em cinema e banda desenhada.

prints1

O mais recente trabalho de Sama, A Entrevista, terá o lançamento oficial também amanhã na inauguração da exposição. O álbum, editado pela Mundo Fantasma, é uma história curta (de 44 páginas) no universo do Motel Sama, e pré-lançamento realizou-se no XI Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja.

riso1riso2riso3

Tags from the story
,
Written By
More from aCalopsia

Nos Bastidores de Astérix e a Transitálica

Astérix e Obélix estão de partida para uma nova aventura em todas...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *