30 Dias, 30 artistas: Ricardo Drummond

Ricardo Drumond nasceu no Porto a 13 de Agosto de 1984. Cedo se entusiasmou pela BD graças à colecção dos pais, que se baseava maioritariamente na banda desenhada franco-belga.

Todavia, por ele próprio, pela sua curiosidade, acabou por se deslumbrar com o bem diferente estilo gráfico dos comics americanos. Com uma tendência tão forte para a vertente artística, acabou por se formar em Artes Visuais e Arquitectura. Tem participado em exposições individuais e colectivas e, no que se refere a concursos de BD foi distinguido com prémios em 1999 e 2008, no Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora, trabalhando em parceria com o argumentista Pedro Felizes.

Apareceu uma banda desenhada sua, em estilo figurativo com base fotográfica, no jornal Diário de Notícias, em Março de 2013, intitulada “10 Anos de Processo Casa Pia”, e em Maio de 2014 surge de novo obra sua no mesmo jornal de Lisboa, dessa vez dedicada ao Sport Lisboa e Benfica, no mesmo estilo gráfico.

O seu talento polifacetado empurra-o para diferentes artes, caso da música. Começou neste quadrante artístico a tocar guitarra acústica, mas depois de ouvir o álbum Fragile, do Yes, foi atraído para um instrumento de som diferente, o baixo. Obviamente que o seu sonho passou a ser comprar um, e cedo o conseguiu, tinha apenas 14 anos, o que lhe permitiu integrar a banda de um amigo. Na banda desenhada ainda não tem nenhum álbum editado mas, ao invés, já editou dois discos.

Ricardo Drumond

Written By
More from Sérgio Santos

30 Dias, 30 artistas: Diogo Carvalho

Natural de Pardilhó (1979), faz parte do mundo da BD portuguesa desde...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *